Resenha Crítica de Filme: O Fim da Escuridão

Nem tão bom que mereça algum prêmio. Nem tão ruim que não mereça uns bons aplausos. Empatou! Quando li a sinopse do filme O Fim da Escuridão, imaginei mais uma daquelas produções em que o protagonista busca vingar a morte da família. Só mais um enredo de ação e violência sem muito fundamento, exceto, claro, por mostrar a vítima sobrevivente descontando todo tipo de sentimento negativo naquele ou naqueles que provocaram a morte das pessoas inocentes e amadas. Mas minha opinião mudou 50% quando o filme terminou, porque, ao contrário de tantos outros longas, cujas histórias se baseiam em vingança, Thomas Craven, interpretado por Mel Gibson, acaba lutando por uma causa grandiosa, ao procurar os responsáveis pela morte, neste caso, de sua filha, e, afora vingar-se por ela, termina salvando a vida de muitas outras pessoas ao descobrir toda a verdade por trás do assassinato.

Mas minha opinião mudou somente a metade do que poderia, porque grande parte da produção permaneceu no clichê dos filmes de ação, a começar pelo excesso de violência explícita, que poderia ter sido controlado, sem alterar em nada a coerência da história. Outro clichê absurdo foi o heroísmo intacto do protagonista, que se desviou de quase todas as armadilhas em seu caminho. E o que dizer sobre a atuação quase principiante de Mel Gibson depois de oito anos sem protagonizar um filme? As emoções do ator não ficaram bem claras. Demonstrou as mesmas expressões à perda da filha e à intimidação de um suspeito. Ainda assim, o brilhantismo do astro transcendeu sua inexperiência provocada por anos fora das telas.

De um modo geral, o filme é um pouco mais do que eu esperava. Assisto novamente sem problemas, mas agora mais preperada, vou fechar os olhos nas cenas que me embrulharam o estômago. E posso dizer que o final ultrapassou muito minhas expectativas. Salvou todas as partes indigestas, mas neste caso, deixo um pouco de lado minha opinião de crítica e falo como mulher bastante emotiva e melosa.

Minha Nota: 7,0

Comente com o Facebook:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...