Resenha Crítica de Filme: Os Delírios de Consumo de Becky Bloom

Se tem uma coisa que não sou é consumista compulsiva. Aliás, sou bem mão de vaca. Que o digam meus irmãos, meus amigos e meu marido. Lembro-me de quando era adolescente, que eu esperava até as roupas e os calçados estarem impossibilitados de serem usados, para aí então, ir às compras. Uma vez, em uma gincana da escola, em que os grupos foram divididos por cores, fiquei com a equipe preta. Bem faceira,  por sinal, porque estava na fase heavy metal e adorava preto. O caso é que, por incrível que pareça, eu não tinha sapatos pretos, nem um tenizinho sequer. Na verdade, lembro-me de ter somente um tênis claro todo surrado, um chinelo e uma pantufa daquelas enormes de bichos. Era pão dura demais! Então, ao invés de comprar um tênis preto, fiz algo inusitado só para economizar: comprei uma lata de tinta em spray, que era muito mais barata que o tênis mais fajuta da loja, e pintei todinho de preto o meu tênis branco, que estava até rasgado. Depois que todo mundo começou a perguntar de onde vinha o forte cheiro de tinta, tomei vergonha na cara e comprei uma Conga, que durou mais de cinco anos. Hoje melhorei um pouco, mas ainda não sou daquelas que fogem do controle sempre que passam por uma vitrine.

Qual é o valor do seu casamento?

Pessoas que não dão valor ao cônjuge, maltratam, traem ou não sabem de algum modo como valorizar seu casamento me deixam bastante triste. E pessoas que banalizam o relacionamento conjugal como se fosse um simples contrato que se pode anular no primeiro aborrecimento deveriam tentar entender um pouco melhor qual é o propósito dessa união sagrada. Meu casamento não está tão antigo a ponto de se enquadrar em alguma boda valiosa, mas uma das lições importantes que aprendi nesses quase nove anos ao lado de meu grande amor e companheiro eterno é que nem sempre a vida vai trazer lindas flores. Que, sim, às vezes podemos pensar em separação, mas quando percebo que o casamento é muito mais do que um flerte, ou um namoro de portão e, principalmente, que o Salvador Jesus Cristo está no centro da minha união, percebo que os votos matrimoniais que fiz têm muito mais valor do que qualquer percalço que possa surgir.

Reflita sobre a mensagem do vídeo abaixo, e comece hoje a reconstrução de seu casamento, caso ela seja necessária. Sempre há tempo para isso, desde que você coloque seu amor acima de seus problemas.



Leia também:

Resenha Crítica: Chama Negra (Série Os Imortais)

O chato de se ler série e depois resenhá-la é que você acaba deixando de ler outros livros por um tempo muito longo. Embora Os Imortais seja de leitura super rápida, estou me enrolando um pouco para deixar meu parecer aqui porque tenho um rapazinho de quatro meses, meu principezinho, que precisa muuuito de mim. Mas a esta altura do campeonato estou no último livro. Então, vamos à continuidade. Para ler este post, o ideal é que você já tenha lido os primeiros três livros, Para Sempre, Lua Azul e Terra de Sombras, porque sou obrigada a fazer spoiler.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...