Falsários gastam energia pensando em como roubar mas não em como trabalhar

Sempre que assisto a filmes com algum pilantra, como Prenda-me se for capaz, Os Vigaristas, 11 Homens e Um Segredo me pergunto o que faz os caras terem tanta disposição para maquinar planos de roubo, e não para ganhar dinheiro licitamente. Eles são inteligentes, não são? Essa inteligência poderia muito bem ser canalizada para atividades honestas que ocasionariam a obtenção de grana. Mas que graça teria, não é? Duvido que os filmes fariam tanto sucesso.



Em Prenda-me se for capaz por exemplo, a história do vigarista em questão, Frank Abagnale Jr. é real, e o filme foi o maior sucesso. Claro que histórias comoventes de pessoas com boa índole também têm espaço na preferência dos amantes de cinema. Mas o caso é que, parece ser da natureza do ser humano, e creio que seja mesmo, a tendência de as pessoas serem atraídas por catástrofes, mortes, roubos e todo esse mundaréu de coisas grotescas que lotam o mundo. Por isso, os filmes fazerem tanto sucesso e atraírem tantos fãs. Não vou negar que achei a produção dos filmes o máximo e que, a certa altura do filme, vi-me torcendo pelos bandidões. O que não é surpresa, já que o objetivo do filme é adquirirmos simpatia pelo vigarista, e assim, torcer pelo sucesso dele.


Desculpe ter que mencionar o final do filme, mas quem assistiu à história de Frank Abagnale Jr. deve lembrar que, ao término da trama, Tom Hanks, que interpretava o agente do FBI Carl Hanratty, deixou o falsário agir por conta e disse que não correria atrás dele, porque sabia que no dia seguinte Frank apareceria no FBI. O que se conclui então é que o objeto de motivação para que esse caras sejam ladrões não são meramente os "poucos" milhões que eles ganham com as inúneras roubalheiras, porque, como eu disse, creio que com a inteligência deles, seria possível que eles ganhassem muito mais dinheiro de forma honesta, como aconteceu com Frank Abagnale Jr., que hoje é milionário desenvolvendo cheques com sistemas de segurança altamente eficientes para evitar que sejam falsificados. Então, será que o que motiva esses falsários é a aventura e a falsa ideia de que eles sejam mais inteligentes do que os agentes que tentam capturá-los? Não sei, creio que sim. Frank desmoronou de desgosto assim que o agente Carl deixou claro que havia descoberto a intenção verdadeira de Frank. A aventura pra ele acabou.

Comente com o Facebook:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...