Estamos mais apressados ou o tempo que diminuiu?

Mal começa o ano, e quando menos precebemos, lá está o natal de novo. Quem nunca sentiu a sensação de que o tempo está passando mais depressa? Há teorias que afirmam a veracidade desse fato. Os dias estão, de fato, voando. Claro que o excesso de atividades e o estresse atual ajudam a acelerar o nosso ritmo e, como consequência, dar a impressão de que nossos dias estão mais curtos. Mas Leonardo Boff, teológo catarinense, fez um artigo que ficou conhecido em todo o país, em 2004, trazendo à tona a teoria da Ressonância Schumann, levantada pelo físico alemão W.O. Schumann, que explica por que nossos dias estão parecendo mais acelerados. Segundo Schumann, essa loucura começou na década de 80, e se acentuou nos anos 90. Leonardo Boff explica tal teoria da seguinte forma:

"(...) a Terra é cercada por uma campo eletromagnético poderoso que se forma entre o solo e a parte inferior da ionosfera que fica cerca de 100 km acima de nós. Esse campo possui uma ressonância (daí chamar-se ressonância Schumann) mais ou menos constante da ordem de 7,83 pulsações por segundo. Funciona como uma espécie de marca-passo, responsável pelo equilíbrio da biosfera, condição comum de todas as formas de vida. Verificou-se também que todos os vertebrados e o nosso cérebro são dotados da mesma frequência de 7,83 hertz. Empiricamente fêz-se a constatação que não podemos ser saudáveis fora desta frequência biológica natural. Sempre que os astronautas, em razão das viagens espaciais, ficavam fora da ressonância Schumann, adoeciam. Mas submetidos à ação de um “simulador Schumann” recuperavam o equilíbrio e a saúde".

Conforme estudo do físico, agora essa frequência não é mais de 7,8 hertz, mas sim de 13, o que provocou uma aceleração do ritmo da Terra, e agora nós não temos mais 24, e sim 16 horas por dia. Boff diz que esse transtorno ajudou a aumentar as desordens climáticas e os desequilíbrios ecológicos. E é um dos responsáveis pelas atitudes 'sem noção' do ser humano. Veja o artigo completo aqui, ou no site do teólogo http://www.leonardoboff.com/

Claro que é uma teoria, e já houve diversos textos tentando desmestificar tal estudo. Como este site. Mas verdade ou mentira, exagero ou não, a sensação de que não temos mais tempo pra nada é real. Até porque, se for verdade que o nosso tempo diminuiu, é importante ressaltar que nossa carga de trabalho e de outras responsabilidades continua a mesma, ou até aumentou. Então, algo de fato está acontecendo com nosso tempo.

Outro estudo diz que o aquecimento global contribui para a aceleração do tempo, e que a tendência é que ela aumente nos próximos anos. Veja o artigo sobre esse estudo aqui.

Comente com o Facebook:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...